Formação Respiração Oral: Avaliação e Intervenção do Terapeuta da Fala

160,00 

Informações Gerais

Regime: E-learning
Duração: 12 Horas
Data e Horário:
2 de novembro das 19h30 às 21h30 – 2h
4 de novembro das 19h30 às 21h30 – 2h
7 e novembro das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 – 8h
Inscrições até: 28 outubro 2021
Nº Vagas:  13 – 30
*A SeedGO reserva-se no direito de não realizar a formação caso não haja inscrições suficientes, procedendo-se à devolução do pagamento efetuado. Antes de comprar alojamento ou viagem, certifique-se connosco se a formação avança.

Esgotado

REF: SA021121ROAITFST Categoria: Etiqueta:

Descrição

A respiração nasal é considerada o padrão respiratório fisiológico do ser humano. Quando esta é substituída de forma parcial ou total pela respiração oral, estamos perante uma alteração da organização corporal do individuo, o que pode levar a alterações morfológicas, funcionais, alimentares e comportamentais (Moraes & Bezerra, 2019).

Este modo respiratório, é causado por diversas razões com fisiopatologias e manifestações clínicas variáveis, incidindo principalmente na idade pediátrica, sendo exatamente nesta fase, que as repercussões do tratamento inadequado apresentam um impacto mais significativo a longo prazo, trazendo repercussões significativas na qualidade de vida do individuo (Carvalho, 2003).

Com esta formação vai:

  • Aprofundar a anatomia e fisiologia do sistema estomatognático;
  • Compreender a respiração enquanto função estomatognática;
  • Classificar do ponto de vista etiológico a respiração oral;
  • Descrever as possíveis alterações posturais, orofaciais, funcionais e comportamentais, relacionadas a um padrão respiratório maioritariamente oral;
  • Descrever o processo de avaliação do Terapeuta da Fala em casos de respiração oral;
  • Importância de uma intervenção interdisciplinar, encaminhamentos, timings e respetivos membros da equipa;
  • Compreender a intervenção miofuncional em casos de respiração oral.

No final da formação vai ser capaz de:

  • Identificar a anatomia e fisiologia da cavidade oral e nasal;
  • Identificar sinais de alerta relacionados com a respiração oral;
  • Efetuar uma completa avaliação do utente respirador oral;
  • Reconhecer informação pertinente ao entendimento do caso e que seja necessário o encaminhamento para outras especialidades;
  • Reconhecer timings terapêuticos;
  • Planear a intervenção em casos de respiração oral.

Aprofundar a anatomia e fisiologia do sistema estomatognático:

  • Estruturas e funções estomatognáticas;
  • Cavidade oral e nasal;

 

Compreender a respiração enquanto função estomatognáticas:

  • Respiração Oral vs Nasal
  • Tipo e Modo respiratório
  • Outras funções estomatognáticas e suas repercussões

 

Classificar do ponto de vista etiológico a respiração oral:

  • Principais causas

 

Descrever as possíveis alterações posturais, orofaciais, funcionais e comportamentais, relacionadas a um padrão respiratório maioritariamente oral:

  • Alterações posturais;
  • Alterações faciais e oclusais;
  • Alterações comportamentais;
  • Alterações funcionais.

 

Descrever o processo de avaliação do Terapeuta da Fala em casos de respiração oral:

  • O que avaliar? Como avaliar? Quando avaliar?

 

Importância de uma intervenção interdisciplinar:

  • Quem deve fazer parte da equipa? Quando encaminhar?

 

Compreender a intervenção em casos de respiração oral:

  • Timming terapêutico. Como intervir? Que recursos utilizar?
  • Casos clínicos

Susana TagarroSusana Tagarro

Terapeuta da Fala licenciada pela ESSEM, Escola Superior de Saúde Egas Moniz, em 2011, Mestre em Motricidade Orofacial e Deglutição pela ESSA, Escola Superior de Saúde de Alcoitão, 2015, Especialista em Eletrofisiologia com aplicações terapêuticas, 2020 e Formadora certificada desde 2011 pelo IEFP. Docente convidada do Instituto EPAP, na pós graduação de Motricidade Orofacial. Ao longo do seu percurso tem dado formação dentro das suas áreas de especialização a professores, educadores, pais e outros profissionais.

Foi aluna visitante do centro de diagnóstico e tratamento da articulação temporo mandibular na Universidade TUIUTI do paraná, Brasil em 2016. Tem participado na autoria e co-autoria de posters e comunicações em congressos nacionais e internacionais como investigadora. Desde 2017, é membro do departamento de motricidade orofacial e deglutição da Sociedade Portuguesa de Terapia da Fala (SPTF).

Licenciados em Terapia da Fala;
Estudantes do último ano de licenciatura em Terapia da Fala.

Formação Certificada por:

Formação Redes Sociais para Terapeutas da Fala Certificada pela DGERT

Também pode gostar…