Formação Perturbação Alimentar no Autismo

130,00

Informações Gerais

Regime: E-Learning
Duração: 12 Horas (5 sessões)
Datas e Horário:
2 e 4 Setembro das 19h00 às 21h00
5 de Setembro das 9h00 às 13h00
7 de Setembro e 9 Setembro das 19h00 às 21h00
Inscrições até: 27 Agosto 2020
Nº Vagas:  12 – 30
*A SeedGO reserva-se no direito de não realizar a formação caso não haja inscrições suficientes, procedendo-se à devolução do pagamento efetuado.

Campanha “Revela Amizade”

Nota: A campanha “Revela Amizade” só é válida quando finalizada a inscrição por ambos os amigos, caso isto não se verifique, a inscrição pode ser cancelada. Cada formando tem que deixar nas notas da sua inscrição o nome do amigo, de forma a ser válido o cupão de desconto: RA20AEA

Formação + Livro
Portes Grátis + 10% desconto no Livro "O Piratinha salva o Tagarela"
Poupança de 3,90€

13 em stock

REF: SA020920AEA Categoria:

Descrição

Uma das queixas mais comuns entre os pais de crianças com perturbação do espetro do autismo são as dificuldades alimentares. Mais de 50% das mães queixa-se que, pelo menos, um dos seus filhos come mal, isto implica aproximadamente 20% a 30% das crianças. Desde o nascimento do bebé, satisfazer a necessidade básica de uma nutrição adequada, é uma das principais preocupações dos pais. A manifestação de dificuldades alimentares pode surgir logo em idade precoce ou mais tarde, e prolongar-se por todo o desenvolvimento da criança, e assumir diferentes formas. As dificuldades alimentares podem constituir um fator de grande stress, tanto para a criança, como para os pais e podem variar na sua gravidade, verificando-se situações, de extrema restrição alimentar e défices nutricionais.

 

Conhecer as especificidades da perturbação alimentar no autismo é uma forma de entender e identificar qual o processo terapêutico mais indicado para a criança. Conhecer os défices nutricionais mais típicos e as diferentes abordagens nutricionais contribuirá para dar capacidade aos formandos de e refletir qual será a melhor abordagem terapêutica nesta população.

No final da formação pretende-se que o formando:

  • Abordagens nutricionais no autismo: exclusão do glúten e da caseína
  • Abordagens nutricionais no autismo: exclusão do glúten e da caseína
  • Disfunção da integração sensorial
  • O que é a disfunção da integração sensorial
  • Conhecer os padrões mais comuns no autismo – modulação, discriminação, praxis e procura sensorial
  • Perceber a importância da interoceção
  • Processamento sensorial nas dificuldades de alimentação
  • Conhecer os padrões que têm maior influência na alimentação das crianças com autismo
  • Estratégias facilitadoras na alimentação
  • Avaliação do terapeuta da fala nas perturbações alimentares no autismo
  • Abordagens e estratégias de intervenção na perturbação de alimentar no autismo
  • Identificação da existência de défices nutricionais no autismo
  • Diferentes abordagens nutricionais no autismo
  • Caracterização da disfunção de integração sensorial no autismo
  • Caracterização da perturbação alimentar no autismo
  • Avaliação e intervenção na perturbação alimentar no autismo

Ana Marques – Terapeuta da Fala do Unidade de Desenvolvimento da Criança do Hospital Central do Funchal. Mestre em Terapia da Fala – área de patologias da linguagem pela Universidade Católica Portuguesa (UCP), Doutoranda em Ciências da Cognição e da Linguagem pela UCP. Pós-graduada em Neurodesenvolvimento em Pediatria pela UCP. Pós-graduada Técnicas de Neurodesenvolvimento de Bobath pelo European Bobath Tuthors Association. Terapeuta da Fala responsável pelo protocolo da intervenção do terapeuta da fala na Unidade de cuidados intensivos neonatais e pediátricos do HCF. Apresentações orais em eventos científicos nacionais e internacionais, na área da motricidade orofacial, deglutição e linguagem. Publicações em revistas científicas e em livros de resumos de congressos. Formadora acreditada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua do Ministério da Educação, para a área de educação especial. Atividade de docência em mestrados e pós-graduações em terapia da fala nas áreas de motricidade orofacial, deglutição e linguagem em Portugal e Barcelona.
Vice-coordenadora do Departamento de Motricidade Orofacial da Sociedade Portuguesa de Terapia da Fala e Membro da Delegação da Madeira da Associação Portuguesa de Terapeutas.

 

Carla Gonçalves – Nutricionista
Licenciatura em Ciências da Nutrição,
Desde 15 de Outubro de 2020 até à data atual, dedicação exclusiva ao Serviço de Pediatria do Hospital Dr. Nélio Mendonça, nos regimes de internamento, consulta externa, hospital de dia, prestando apoio ainda aos Serviços de Pedopsiquiatria, Cirurgia Pediátrica e ao Centro de Desenvolvimento da Criança do Hospital Dr. Nélio Mendonça. Responsável pelo estudo, orientação e vigilância da nutrição e alimentação e intervenção nos domínios da adequação, qualidade e segurança alimentar, com o objetivo da promoção da saúde, prevenção e tratamento da doença. Colaborou em vários estudos científicos na área da nutrição, foi preletora e moderadora em vários eventos nacionais e regionais.

 

Ana Aveiro, licenciada em Terapia Ocupacional, pela Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto, exerce atividade como Terapeuta Ocupacional Pediátrica desde setembro de 2003, sendo responsável pelo departamento de Terapia Ocupacional – Crianças do Hospital Dr. Nélio Mendonça, onde até à data desempenha funções. Pós-graduada em Integração Sensorial, com formação avançada em Neonatologia para Terapeutas e em “Perceção visual – Visão funcional. É uma das terapeutas responsáveis pela implementação do Modelo DIR no serviço de Terapia Ocupacional do Hospital Dr. Nélio Mendonça, tendo o curso “Infancy and Early Childhood Trainig Course – The Basic Course on the DIR®️/Floortime™️ Model”, organizado por ICDL – Interdisciplinary Council on Developmental and Learning Disorders, em 2010. Formação em Terapia ocupacional no autismo – brincar e atividades da vida diária e Avaliação da terapia ocupacional no autismo. Exerce atividade como formadora na área da integração sensorial e nas perturbações do desenvolvimento do bebé e da criança pequena.

Terapeutas da Fala
Estudantes de Terapia da Fala

Formação Certificada por:

Entidade Certificada DGERT

Também pode gostar…