Como avaliar uma Empresa

120,00

Informações Gerais

Regime: Presencial
Duração: 08 Horas
Data: 13 e 14 de Abril de 2018
Horário:
Sexta-feira das 18h00 às 22h00
Sábado das 9h00 às 13h00
Local: Porto
Inscrições até: 9 Abril 2018
Nº Vagas:  12 – 20

20 em stock (pode ser encomendado sem stock)

REF: GE005_18 Categoria: Etiquetas: , , ,

Descrição

A Avaliação de patrimónios empresariais, vulgo Avaliação de Empresas, constitui uma área de actuação da consultoria e da gestão estratégica com maior relevo e interesse na actual conjuntura da actividade económica empresarial, nomeadamente, na actual fase de grande desenvolvimento dos mecanismos financeiros e funcionamento dos mercados.
A busca incessante de valorização de capitais, a gradual abolição de barreiras que possibilitam, cada vez mais, a internacionalização dos fundos afetos aos investimentos, a diversificação das aplicações financeiras, por parte da generalidade dos grupos económicos, a própria internacionalização das economias assente no Investimento Direto Estrangeiro (IDE) – ou FDI na versão inglesa, cuja atratividade tanto interesse assume para as economias em crescimento – como a portuguesa – fazem situar na ordem do dia noções como as relacionadas com o movimentos de capitais, aquisição de ativos, etc.
Na base de toda essa dinâmica, a formação técnica inerente à necessidade de definir, planificar e controlar estratégias, valorizar patrimónios empresariais torna-se, cada vez mais, necessária para quem aos diferentes níveis de decisão e da gestão das empresas tem de reunir conhecimentos básicos essenciais para o adequado desenvolvimento das tarefas inerentes a essas funções – o conhecimento de noções básicas de avaliação patrimonial, análise da informação contabilística, selecção informada e manuseamento de algoritmos específicos, tornam-se vitais para a melhoria dos processos decisórios e para a gestão dos riscos inerente às decisões financeiras.
De uso tradicionalmente caracterizado como complexo, os conhecimentos inerentes à presente acção serão apresentados com um carácter prático muito vincado, assente na apresentação da carga teórica estritamente necessária para o acompanhamento da exposição e dos trabalhos práticos previstos, garantindo a sua perfeita acessibilidade a profissionais de nível intermédio – tantas vezes os principais responsáveis pela apreensão e primeiro tratamento das informações de base fundamentais, ao nível dos sistemas de informação contabilística!

No final da formação, os participantes deverão ser capazes de:

  • Identificar os principais problemas relacionados com a avaliação de empresas;
  • Conhecer as diversas fases do processo de avaliação;
  • Compreender a importância do diagnóstico e identificar as suas principais funções no processo de avaliação;
  • Conhecer as diversas noções de Valor;
  • Avaliar a influência do grau de eficiência do mercado;
  • Conhecer os diversos métodos de previsão do plano de exploração;
  • Dominar os diversos métodos de avaliação de empresas;
  • Identificar as vantagens e limitações dos diversos métodos de avaliação;
  • Saber selecionar e aplicar o método mais apropriado a cada caso de avaliação;
  • Perspectiva estratégica da avaliação de empresas;
  • Contextos possíveis da avaliação de empresas;
  • Valor da empresa vs Valor de marcado da empresa;
  • Eficiência do mercado para atribuição do valor da empresa;
  • Noção de Diagnóstico das funções da empresa;
  • Avaliação e análise financeira;
  • Avaliação no quadro da análise da exploração previsional;
  • Projecções dos valores da exploração;
  • Viabilidade económica e financeira – definição e indicadores;
  • Estratégia e controlo orçamental;
  • Indicadores do valor em merdaos bolsistas;
  • Cash flows;
  • Custos dos capitais financiadores;
  • Projecções de perpetuidades;
  • Exemplo de aplicação dos conceitos expostos e das técnicas apresentadas;
  • Análise sumária de exemplos de aplicação das técnicas apresentadas, relativos a vários casos práticos reais.

Eduardo CarvalhoEduardo Carvalho

Licenciado em Economia, Pós graduado em Estudos Europeus e MBA, tem desenvolvido actividade profissional em várias organizações públicas e privadas, em Portugal e no estrangeiro, nas áreas financeira, sistemas de informação contabilística e de controlo de gestão. Em paralelo, regista 31 anos de docência no ensino superior e actividade formativa em várias instituições, em vários países.

  • Quadros médios das organizações que disponham de conhecimentos nas áreas contabilística e financeira e que pretendam reciclá-los;
  • Outros quadros médios que lidem quotidianamente nestas áreas sem dispor destes conhecimentos;
  • A profissionais de outras áreas para quem a iniciação nestas áreas possa revestir-se de interesse, ou venha a tornar-se adequada;
  • Outros interessados na obtenção desta formação.